4 dificuldades mais comuns na profissão micropigmentadora e como superá-las

Quem trabalha como micropigmentadora sabe o quanto a profissão é desafiadora. Afinal, precisamos considerar diversos detalhes para que o nosso trabalho seja executado perfeitamente e tenha reconhecimento entre as clientes.

Neste artigo, vamos explicar 4 dificuldades comuns na profissão de micropigmentadora. Saiba como superá-las ao longo da sua carreira. Confira, abaixo:

Falta experiência no início

Falta de experiência é uma das dificuldades mais comuns na área de micropigmentação. Muitas vezes, quem faz o curso básico de micropigmentação e dá os primeiros passos na profissão sente que está despreparada para aplicar a técnica.

Contudo, é importante que você entenda que a confiança virá ao longo do tempo. Por isso, não queira pular etapas e faça os procedimentos conforme aprendeu ao longo do curso e de seu conhecimento prático.

O ideal seria contar com a ajuda de um profissional experiente para lhe guiar durante os procedimentos de micropigmentação. Assim, você se sentirá mais segura para fazer os procedimentos e irá ganhar experiência para superar os desafios da profissão.

Atualização constante

Trabalhar como micropigmentadora exige que a profissional busque se atualizar sobre as tendências no mercado da beleza. Ou seja, é fundamental acompanhar as novidades no universo da estética, beleza e micropigmentação.

E isso não vale apenas para quem está iniciando na profissão. As micropigmentadoras experientes também devem guardar um tempinho para adquirir conhecimento. Afinal, quem fica parada no tempo, corre o risco de perder espaço e credibilidade entre as clientes.

Por isso, para que esteja sempre bem informada e atualizada sobre as novidades neste mercado:

– Faça cursos de atualização;

– Assista palestras e workshop;

– Tente marcar presença nos principais eventos ligados a estética e beleza.

Alinhar as expectativas das clientes

Uma dificuldade que irá perdurar por toda a sua carreira como micropigmentadora é saber alinhar as expectativas das suas clientes.

Muitas vezes, a sua cliente vai mostrar um exemplo de sobrancelha como referência que deseja na sua micropigmentação. Mas, de acordo com o que estudou, você vai perceber que aquele modelo não fica nada harmonioso para aquele tipo de rosto.

Ou seja, você precisa saber contornar a situação e explicar que outro exemplo poderia ficar melhor. Por isso, é importante que tenha uma boa capacidade de argumentação e tente entrar num consenso, caso se depare com este tipo de cliente.

Caso não haja este consenso entre micropigmentadora e cliente, é importante que você preserve a sua profissão e saiba quando é hora de descartar um trabalho. Afinal, é a sua credibilidade e sua carreira que está em jogo.

Classificar os tons de peles

Você deve ter estudado sobre fototipo e a classificação dos tons de pele, certo? Mas, num país tão miscigenado como o Brasil, uma das dificuldades no dia a dia da profissão é justamente identificar os diferentes tons de pele das clientes.

Por isso, é importante que você consiga ter uma boa percepção visual na identificação dos tons de pele. Ter essa percepção fará com que você consiga fazer a mistura perfeita dos pigmentos e chegue ao resultado ideal que satisfaça as suas expectativas e a do cliente.

Agora já sabe, né? Se estiver enfrentando qualquer uma dessas dificuldades, siga essas dicas e supere todos os obstáculos na sua carreira como micropigmentadora!