Sobrancelha Esfumada X Sobrancelha Fio a Fio

Já faz muito tempo que as sobrancelhas ultra finas deixaram de ser consideradas um padrão de beleza. Formatos mais preenchidos, que criam um visual mais natural e emolduram o rosto chegaram para ficar. Junto com essa tendência, surgiram também procedimentos estéticos perfeitos para quem deseja valorizar mais as sobrancelhas, preencher possíveis falhas ou deixá-las em um formato que fique mais harmonioso no rosto. Entre eles estão a sobrancelha esfumada e a fio a fio.

Veja a seguir mais detalhes sobre essas duas técnicas.

Sobrancelha esfumada: em nome da naturalidade

A técnica da sobrancelha esfumada entrou em evidência mais recentemente e vai justamente ao encontro da tendência do visual mais autêntico: esse tipo de micropigmentação cria um efeito sombreado que fica bastante natural. Os fios não aparecem tão definidos porque as sobrancelhas são contornadas com o pigmento que, posteriormente, é esfumado pelo profissional.

É a técnica perfeita para quem quer deixar as sobrancelhas mais preenchidas e um pouco mais definidas, mas sem ficar muito marcado. Também é bastante indicada para pessoas com poucas falhas, porque nesse caso ela consegue preencher de forma bem eficiente.

Sobrancelha fio a fio: em nome do realismo

Outra técnica de micropigmentação que se popularizou muito foi a fio a fio. Nesse caso, o profissional desenha toda a sobrancelha, fio por fio, deixando um resultado bastante realista. Para quem tem mais falhas ou falhas maiores, essa é uma boa alternativa.

É interessante observar que ao aplicar a técnica fio a fio, o profissional inclusive acompanha a mesma direção de crescimento natural dos pelos, para que ela se funda perfeitamente com a sobrancelha natural.

Dentro dessa categoria de sobrancelha fio a fio, existem algumas técnicas mais específicas que podem ser usadas:

– Fio a fio: o profissional utiliza o dermógrafo para desenhar fio por fio, seja para preencher falhas ou para fazer o desenho sobre os fios já existentes;

– Fio a fio hiper realista: para ter um efeito extremamente natural, são utilizados até três tons diferentes e os fios são desenhados em direções diferentes, imitando as “imperfeições” das sobrancelhas reais;

– Fio a fio ombré: são utilizadas duas cores nessa técnica, que têm como objetivo proporcionar um resultado mais sutil e delicado. O tom mais escuro fica concentrado no centro da sobrancelha, deixando essa região mais volumosa e, nas extremidades, é aplicado o tom mais claro.

É importante ressaltar que quando falamos em tons diferentes, eles são muito similares entre si, a diferença é bastante sutil.

Ambas as técnicas são bem-vindas não apenas para quem tem falhas, mas para quem tem sobrancelhas muito finas e deseja deixá-las mais marcantes, por exemplo. Ou até mesmo para alterar levemente o desenho e a curvatura. O importante é que o profissional seja capacitado para respeitar o formato do rosto da pessoa e criar um desenho que harmonize com ele.

Também é essencial que os produtos e equipamentos utilizados sejam de qualidade. Isso garante maior conforto durante a aplicação, um resultado mais preciso e, é claro, uma durabilidade maior.

Vale lembrar que a micropigmentação precisa ser retocada de tempos em tempos.